Licenciados mais de 600 estabelecimentos comercias na Huíla

Licenciados mais de 600 estabelecimentos comercias na Huíla

Seiscentos e seis estabelecimentos comerciais, a grosso e a retalho, foram licenciados no primeiro semestre deste ano na província da Huíla, e autorizados a exercer a actividade comercial .

Quatrocentos e 76 estabelecimentos foram licenciados na sede capital da província, 28 Cuvango, 20 na Matala, 15 Humpata, 13 Cacula, 11 Chibia, dez em Quilengues, oito em Caconda, sete no Quipungo e Jamba, seis em Caluquembe, três nos Gambos e dois em Chicomba, informou à Angop, no Lubango, o director provincial do comércio, Fernando Calola. .

No mesmo período, a instituição renovou o contrato de 40 outros estabelecimentos, com destaque para armazéns, indústrias e bombas de combustíveis, trabalho que gerou um milhão, 951 mil e 800 em receitas para os cofres públicos.

Destacou ainda a emissão de 932 alvarás comerciais para prestação de serviços, bem como foram inspeccionados 207 unidades hoteleiras, este último com o objectivo de transmitir o conhecimento e o cumprimento das leis vigentes sobre matéria comercial.

A província da Huíla conta actualmente com mil e 157 unidades comerciais, de pequena, média e grande dimensão, que inclui mais de dois mil retalhistas e de prestação de serviços.

Ao passo que a rede hoteleira, turística e similar na Huíla tem, 964 unidades, sendo dez hotéis, 16 pensões, 14 aldeamentos turísticos, 83 hospedarias, 20 centros turísticos, 23 agências de viagens, 113 restaurantes e 704 similares e 86 monumentos e sítios.

Fonte: ANGOP

Publicidade

Fechar
Fechar